A INÉRCIA DAS FARMÁCIAS INDEPENDENTES

post

Essa semana participei de uma apresentação da IQVIA sobre mercado farmacêutico, no qual irei resumir os dados expostos:
Grandes redes possuem 44,5%
Outras redes possuem 12,8%
Febrafar chegou aos 11,3%
Associações / Franquias 6%
Independentes 25,4% do mercado em faturamento R$.
As farmácias independentes ainda têm a segunda colocação em faturamento e tem 50% em unidades instaladas em todo o território nacional.
Não é visível esses dados nem para a indústria e nem para o público, e por isto precisamos mexer com esses empresários que estão como um gigante adormecido  e sem querer desvalorizar o crescimento dos outros grupos que respeito e valorizo, a falta de ação das farmácias independentes ajuda o crescimento deles e a consequência disso é a queda das próprias independentes.
Costumo dizer que precisamos atacar, chutar para frente, não é hora de ser alvo e sim parar de ficar se defendendo, por mais que conseguimos nos defender, sempre levamos gol.
O empresário independente não gosta de mostrar números, quase sempre ele se comporta como centralizador, autoritário e solitário, dificulta e esconde seus números e seu trabalho de décadas não aparece.
Acredito na reversão dessa tendência a partir do comerciante Farmacêutico que ao se profissionalizar nos ajudará a voltar a crescer.
O silêncio dos independentes faz o discurso dos ativos parecer lógico e verdadeiro e pode até ser mas existem outros caminhos, basta querer!
A inércia é mais fácil e simples,  reclamar é o sintoma.
Acorde e grite!!!!
Mesmo não sabendo o que!!! Já será o primeiro passo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *